Juicio y castigo a todos los culpables


 

Argentina, o primeiro país a condenar os chefes da Operação Condor. http://brasil.elpais.com/brasil/2016/05/27/internacional/1464377638_258435.html

Es también en este contexto [el de la derrota de Malvinas] que la consigna “Juicio y castigo a todos los culpables” se torna una demanda hegemónica del Movimiento de Derechos Humanos en Argentina. Recuperando la recomendación del informe de la Comisión Interamericana de Derechos Humanos (CIDH) de “enjuiciar a los responsables” y evidenciando la inclinación hacia una oposición más frontal y abierta sustentada en una opinión pública que tendía a enfatizar el no olvido. En esa trama de nuevos significados se irá construyendo por un lado una especie de pacto cultural sostenido en el deseo de no retornar al pasado traumático de violencia política y crisis recurrente y, por otro lado la hasta entonces inédita valorización del Estado de Derecho.

 

Anúncios

Sobre jorgesapia

Abduzido pela folia foi tentar entender esse fenômeno no bacharelado de Ciências Sociais da UFF e no Mestrado em Sociologia do IUPERJ. Com sua identidade secreta dá aulas de sociologia, cultura brasileira e Teoria Social do Carnaval em diversas instituições. Entre um semestre e outro, despede-se de seus alunos com um Meu Bem, Volto Já, saudação que acabou dando nome ao bloco que fundou no Leme. Durante o reinado de Momo compõe sambas para diversos blocos da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.
Esse post foi publicado em Aulas complementos., Direitos Humanos, Relações Internacionais. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s