POST-SCRIPTUM SOBRE AS SOCIEDADES DE CONTROLE. GILLES DELEUZE


http://www.somaterapia.com.br/wp/wp-content/uploads/2013/05/Deleuze-Post-scriptum-sobre-sociedades-de-controle.pdf

Anúncios

Sobre jorgesapia

Abduzido pela folia foi tentar entender esse fenômeno no bacharelado de Ciências Sociais da UFF e no Mestrado em Sociologia do IUPERJ. Com sua identidade secreta dá aulas de sociologia, cultura brasileira e Teoria Social do Carnaval em diversas instituições. Entre um semestre e outro, despede-se de seus alunos com um Meu Bem, Volto Já, saudação que acabou dando nome ao bloco que fundou no Leme. Durante o reinado de Momo compõe sambas para diversos blocos da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.
Esse post foi publicado em Aulas complementos., Epistemologia, Filosofia, Psi. Bookmark o link permanente.

3 respostas para POST-SCRIPTUM SOBRE AS SOCIEDADES DE CONTROLE. GILLES DELEUZE

  1. Atualmente vivemos de acordo com uma padrão social imposto pelo capitalismo de consumo através de propagandas e de padrões de beleza, vivemos numa eterna vigilância, se você não for daquele “modelo”, se você não tiver aquele padrão como dito social, sofrerá preconceitos.
    Vivemos no famoso BBB da televisão, essa é a nossa sociedade de controle!

    Letícia Fraga Ferreira – Psicologia/ Botafogo/Noite

    Curtir

  2. Claudia Virtuoso disse:

    O condicionamento é a forma mais genuína de se viciar em atos e pensamentos que uma vez instalados, dificilmente sofrem alterações em sua base. Podem sofrer atualizações que mesmo dentro dos mesmos moldes, é um novo modelo. Assim são as sociedades em sua essência, resistêntes, por mais esclarecida e atual que possa ser a cultura contida nessa sociedade.
    As sociedades são condicionadas e se organizam mediante um modelo imposto com a falsa idéia de liberdade dentro do que se pode ou nao ser aceito nas regras impostas e desejadas concomitantemente. Todo o enredo com doses elevadas de modelos capitalistas variantes em seus objetivos de acordo com o modelo social e suas lacunas muitas vezes de complexa administração particular, modelo q oscila dentro do tempo, com a intersecção que é a dependência social de um modelo a seguir como orientação de convívio social.

    Curtir

  3. O que é “tempo livre” para você? Como tinham mais tempo que o tempo tem….
    Fica claro que na sociedade disciplinar o sistema era: na fábrica (no trabalho), o individuo tinha todo um padrão de vestimentas, tarefas e regimentos; até a hora do trabalhador voltar ao próximo turno o tempo era livre, mesmo que fosse pouco.
    Na sociedade de controle isso desapareceu, quase tudo é monitorado e depende da informática e o tempo é dela. Há vantagens, muitos podem trabalhar via internet de qualquer lugar e hora que bem entenderem, e isso até parece nos ajudar e libertar, mas é nítido o quanto a interatividade aumenta o “comprometimento” e o constante panoptismo em quase todas as áreas das nossas vidas.
    Se por um lado “liberta”, por outro enclausura. Somos constantemente bombardeados por senhas, chips e inúmeros algoritmos, como dizia Gilles Deleuze, “….e as massas tornam-se dados, amostras”.

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s