Outras sublevações


No carnaval de 2003, as vésperas da guerra do Golfo, fizemos (Galloti, Marceu, Janjão, Samir e eu) o samba No meu Suvaco há pelos pela paz,  para o bloco Suvaco de Cristo. Desde o carnaval anterior  o bloco tinha mudado o horário do desfile como estratégia para resolver os problemas decorrentes do gigantismo e da incomoda presença dos Pitboys que  resolviam incorporar – o que mais tarde seria classificado como Bolzomito – no carnaval de rua, aquilo que tem de melhor: truculência, covardia, misoginia e outras tias.

Lembrei do samba num momento de aflição pela votação de ontem, no Congresso, que de nacional pouco tem e que resolveu, em nome da estabilidade, fingir que não houve mala, compra de votos, flagrante de ameaça de assassinato e troca de um time inteiro de Ministros  que reincorporaram a identidade parlamentar para engrossar o coro dos contentes.  Não tive como, ao lembrar do samba, não trocar fiscal por deputado federal nessa rápida atualização do samba.

Talvez por essa breve insurgência, que fala da potência da alegria que teima em se fazer presente, li com prazer matéria que abaixo compartilho e que fala do samba como resistência, como sublevação, como operador de sentido numa cidade cada dia mais dicotomizada pelos bispos dos apocalipse. Assim que nessa eterna luta entre o bem e mal…recomendo ouvir a safra de belos sambas que resolveram marcar posição nessa disputa.

Abaixo

 

 

Hoje eu acordei mais cedo

Vim pro suvaco

Pra ver o seu sorriso

Já caí em tentação

Tô mais feliz que fiscal no paraíso

Nessa eterna luta entre o bem e o mal

Um diz que é santo

E que o mundo é seu quintal

Mas se o Jardim de Alah é do Hussein

E o meu Botânico de quem?

Depois de escapar de um canhão        (BUUUUUSH)

Tropecei na mina

Desgovernado, pra lá de Bagdá

Numa batalha de confete e serpentina

Já bebi como um camelo no deserto

E estou pronto pra fazer a inspeção

Seu arsenal, eu quero ver de perto

Vem meu amor vamos curtir essa explosão

 Bomba! Bomba! Bateria

Detona que eu quero é mais

No meu bloco a invasão é de alegria

Há pelos no Suvaco pela paz             

 Boa leitura!

http://carnavalizados.com.br/noticias/crivella-ouca-os-5-sambas-enredo-ja-definidos-para-o-carnaval-de-2018/

https://www.youtube.com/watch?v=6xfis_FiDUQ

Anúncios

Sobre jorgesapia

Abduzido pela folia foi tentar entender esse fenômeno no bacharelado de Ciências Sociais da UFF e no Mestrado em Sociologia do IUPERJ. Com sua identidade secreta dá aulas de sociologia, cultura brasileira e Teoria Social do Carnaval em diversas instituições. Entre um semestre e outro, despede-se de seus alunos com um Meu Bem, Volto Já, saudação que acabou dando nome ao bloco que fundou no Leme. Durante o reinado de Momo compõe sambas para diversos blocos da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.
Esse post foi publicado em Carnaval, Cidade, Textos. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Outras sublevações

  1. jorgesapia disse:

    Que bom que você gosta. Abraços

    Curtido por 1 pessoa

  2. kethuprofumo disse:

    Che bello! Carnavale! Samba senza limiti! 🙂 Eterna magia!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s