Rossano, província de Cosenza.


Quando dei por mim, me vi embarcando nessa onda de voltar que está presente em algumas regiões do Cone Sul da América Latina.

img_2283

Claro que, como a volta é minha, volto para onde desejar. Hoje voltei no tempo ao abrir umas gavetas há muito tempo fechadas e descobri, entre os papéis amarelados,  xerox do passaporte do meu avô, Giuseppe Sapia, expedido em “In nome di sua Maesta VITTORIO EMANUELLE III por grazia de dio e per volontà de la nazione de D´Italia”. 

Vejo, com  alegria que meu avô, nasceu na comuna italiana de Rossano, na região da Calábria, província de Cosenza.  Nesse movimento de  voltar ao encontro do meus ancentrais encontrei, na rede, o vídeo abaixo que está funcionando como eficaz estimulante para a viagem que realizarei em breve.

Cá estou pensando em voltar a colocar o pé na estrada, que é outra forma de dizer que está na hora de dar no pé.

 

Sobre jorgesapia

Abduzido pela folia foi tentar entender esse fenômeno no bacharelado de Ciências Sociais da UFF e no Mestrado em Sociologia do IUPERJ. Com sua identidade secreta dá aulas de sociologia, cultura brasileira e Teoria Social do Carnaval em diversas instituições. Entre um semestre e outro, despede-se de seus alunos com um Meu Bem, Volto Já, saudação que acabou dando nome ao bloco que fundou no Leme. Durante o reinado de Momo compõe sambas para diversos blocos da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.
Esse post foi publicado em Cidade, encontros., Memória, Nomadismo, Viagens. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.