Ilha Grande


Bom dia amigos, acabei de voltar da Ilha Grande, localizada na costa oeste do Estado de Rio de Janeiro numa região conhecida como Costa Verde.

A ilha foi chamada assim pelos índios Tamoios que, em língua Tupi, chamavam a Ilha de Ipaum Guaçu. Ipaum significa Ilha e Guaçu significa Grande. Esse foi o registro do padre Anchieta e do alemão Hans Stadem que esteve por aqui em 1548 e 1850 e registrou suas viagens no livro “Duas viagens ao Brasil”, lançado segundo Eduardo Bueno, na terça-feira do Carnaval de 1557 com o título original de “História Verídica e descrição de uma terra de selvagens, nus e cruéis comedores de seres humanos, situada no Novo Mundo da América, desconhecida antes e depois de Jesus Cristo nas terras de Hessen até os dois últimos anos, visto que Hans Staden, de Homberg, em Hessen, a conheceu por experiência própria, e que agora traz a público com essa impressão”.

Devo registrar que, depois de uma semana na Ilha, não fui comido por ninguém. Coisa que, claro, não desautoriza o registro do Staden.

Cheguei na ilha desde a vila de Conceição de Jacareí, localizada a 130 quilómetros de distância do Rio de Janeiro.

Fiz a travessia numa lancha rápida que levou 20 minutos para atracar no cais da Vila do Abraão, centro comercial da Ilha e de onde saem diversos passeios de escunas, traineiras, lanchas rápidas e “táxi boat” para pequenos deslocamentos.

Experimentei, junto com meus companheiros de viagem, todas as modalidades de transporte para chegar nas praias de Abraazinho, Acaiá, Lagoa Verde, Lagoa Azul, Praia da Feiticeira, Enseada de Palmas, Pouso, Lopes Mendes, Parnaioca, Aventureiros e Mero.

 

Sobre jorgesapia

Abduzido pela folia foi tentar entender esse fenômeno no bacharelado de Ciências Sociais da UFF e no Mestrado em Sociologia do IUPERJ. Com sua identidade secreta dá aulas de sociologia, cultura brasileira e Teoria Social do Carnaval em diversas instituições. Entre um semestre e outro, despede-se de seus alunos com um Meu Bem, Volto Já, saudação que acabou dando nome ao bloco que fundou no Leme. Durante o reinado de Momo compõe sambas para diversos blocos da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.
Esse post foi publicado em Viagens. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Ilha Grande

  1. kethuprofumo disse:

    🙂 Bom! Desejo-te a ispiraçao! Eu também. Escrevi o artigo sulla imagem della Virgine Maria nel Corana. Agora toca a Carnaval! 🙂 Buona giornata!

    Curtido por 1 pessoa

  2. jorgesapia disse:

    Bom dia Maria, agora toca trabalhar um pouco no texto. Abraços

    Curtido por 1 pessoa

  3. kethuprofumo disse:

    Boa volta, Jorge! Que maravilha! A selva e a eternidade! 🙂

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.