VIDA BOTEQUIM


Alô, alô, meus amigos! No próximo sábado 6 de fevereiro às 15 h. estreia o programa VIDA BOTEQUIM.

O poeta Mario Lago Filho e o produtor cultural Paulinho Figueredo e eu, vamos falar sobre histórias de botequins, de samba e carnaval.

A mesa está posta para falar do Bip Bip, do saudoso comendador Alfred Jacinto Mello; do Barbas, do querido Nelsinho Rodrigues e do bar do Omar, espaço de resistência política e cultural no bairro de Santo Cristo.

Convidados para abrir a conversa, Ary Miranda, Fundador do Bloco Simpatia é Quase Amor; os compositores Marquinhos China e Negão da Abolição e Omar o dono do boteco.

Convide amigos e amigas, puxe uma cadeira, sirva-se à vontade e pendure, como ensinou Noel Rosa, a despesa no cabide ali em frente.

Estaremos no canal de Mario Lago

https://youtube.com/channel/UCrrvQp5sUrKx1hOs-0hRssQ  

E no meu Facebook

https://web.facebook.com/jorgesapia/posts/10218676794257046

Sobre jorgesapia

Abduzido pela folia foi tentar entender esse fenômeno no bacharelado de Ciências Sociais da UFF e no Mestrado em Sociologia do IUPERJ. Com sua identidade secreta dá aulas de sociologia, cultura brasileira e Teoria Social do Carnaval em diversas instituições. Entre um semestre e outro, despede-se de seus alunos com um Meu Bem, Volto Já, saudação que acabou dando nome ao bloco que fundou no Leme. Durante o reinado de Momo compõe sambas para diversos blocos da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.
Esse post foi publicado em Uncategorized. Bookmark o link permanente.

2 respostas para VIDA BOTEQUIM

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.