Vida Botequim – Campanha Bip Bip


Transmissão simultânea

bit.ly/MarioLagoFilhoYouTube

https://m.facebook.com/jorgesapia

https://facebook.com/PauloCesarFiguei…

Coletivo Sindicato do Samba https://www.youtube.com/watch?v=hTxbJ…

Música tema de Marcelo Menezes , Jorgito Sapia e Mariozinho Lago

Uma carta de amor ao Bip Bip

Queridos amigos do Bip Bip, esta é uma carta de amor.

Uma carta de amor pelo nosso botequim. Mais uma vez, o Bip precisa do socorro da gente pra não desaparecer.

Um novo sinal vermelho se acendeu no início de março – coincidentemente, quando a morte do Alfredinho, nosso Neném, tão imensamente inesquecível, completou dois anos.

Como se sabe, por falta de condições seguras pro funcionamento de um boteco musical tão miúdo, com seus 18 metros quadrados, o Bip Bip está fechado desde março de 2020.

Nesse período, só foi possível pagar as despesas fixas mensais do bar graças à generosidade de seus amigos, que responderam à bem-sucedida campanha de financiamento coletivo iniciada em junho passado.

Agora, o caixa está novamente zerado. A partir de abril, não haverá dinheiro pra mais nenhuma despesa.

Apesar das dificuldades de 2020, com seus dias tão devastadores, toda a ajuda que o Bip Bip sempre deu a projetos sociais foi mantida. E assim também se manteve nestes dois primeiros meses de 2021.

Reiteramos aqui uma das justificativas da campanha de junho passado: nosso botequim ajuda, mensalmente – porque assim queria o Alfredinho -, os Médicos Sem Fronteiras, a Fundação Abrinq, a Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD), uma cooperativa de pintores com a boca e os pés, a Associação Brasileira dos Portadores de Hepatite (APBH), o Fundo Cristão de Solidariedade, a Pastoral do Menor e também distribui cestas básicas a algumas famílias do Cantagalo/Pavão-Pavãozinho e ampara amigos músicos no aperto, por doença ou penúria, cujos nomes ele, Alfredo, na sua compaixão, não permitia revelar.

Somadas essas doações aos custos do botequim fechado – luz (o valor mínimo continua sendo cobrado), água, condomínio, IPTU, demais impostos, contador –, o Bip Bip, atualmente, precisa, todo mês, de R$ 9.700 pra não deixar de existir.

O bar, como também já dissemos, não tem fins lucrativos. Jamais teve, desde que Afredinho o assumiu, em 1984.

Por isso, esse novo pedido público de socorro. Pela necessidade de manter o Bip Bip vivo.

Mais uma vez, elaboramos um projeto de financiamento coletivo pra que o botequim consiga minimamente se manter até que a vacinação permita a reabertura.

Todo o processo, como na campanha passada, será transparente e informado, passo a passo, a quem puder colaborar.

Cada colaborador vai receber uma lembrança de seu gesto de solidariedade. As recompensas serão informadas em breve.

Até tudo isso vai passar, e o tempo da nossa esperança e do nosso sonho chegar, o Bip Bip vai precisar resistir. Resistirá. Resistiremos.

Rio de Janeiro, março de 2021

Marceu Vieira

Sobre jorgesapia

Abduzido pela folia foi tentar entender esse fenômeno no bacharelado de Ciências Sociais da UFF e no Mestrado em Sociologia do IUPERJ. Com sua identidade secreta dá aulas de sociologia, cultura brasileira e Teoria Social do Carnaval em diversas instituições. Entre um semestre e outro, despede-se de seus alunos com um Meu Bem, Volto Já, saudação que acabou dando nome ao bloco que fundou no Leme. Durante o reinado de Momo compõe sambas para diversos blocos da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.
Esse post foi publicado em encontros., Entrevistas. Bookmark o link permanente.

Uma resposta para Vida Botequim – Campanha Bip Bip

  1. elianefuchs disse:

    Republicou isso em desabrochando aos 61e comentado:

    Vamos colaborar!

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.