Exposição de fotografias de Assis Alves Horta no Espaço Cultural BNDES

Assis Alves Horta
Em 1943, quando a carteira de trabalho se tornou obrigatória, alguns operários brasileiros tiveram a oportunidade de sair em fotos pela primeira vez. Eles foram captados pelas lentes de Assis Horta, hoje com 99 anos! Agora, mais de 200 dos retratos tirados pelo fotógrafo mineiro estão reunidos em uma exposição no Rio.
Leia mais sobre isso em http://bbc.in/2mzMEyL

Oportunidade: Edital para produção de canais sobre cultura de conteúdo em vídeo para a web

http://m.folha.uol.com.br/ilustrada/2017/03/1865406-minc-abrira-edital-para-jovens-criarem-canais-culturais-de-videos-na-web.shtml

O Ministério da Cultura vai lançar ainda em 2017 editais destinados a apoiar a produção de canais sobre cultura de conteúdo em vídeo para a web (como os que existem no YouTube) e também em apoio ao desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis.

O anúncio foi feito nesta sexta-feira (10), durante a feira audiovisual Rio Content Market, por Mariana Ribas, secretária do audiovisual do MinC.

Para participar, os criadores de conteúdo, chamados pelo MinC de juventude vlogueira, precisarão ter de 18 a 29 anos e terão que publicar ao menos duas vezes por mês vídeos de cinco a 15 minutos. A ideia é que o edital seja voltado para a criação de novos canais, com temática cultural livre.

Frédéric Pajak: Manifiesto incierto (2012)

Aula de Filosofía de Eugenio Sánchez Bravo

pajak-benjamin

Frédéric Pajak: Manifiesto incierto. Con Walter Benjamin, soñador abismado en el paisaje. Regina López (tr.) Madrid: Errata naturae editores, 2016.

Manifiesto incierto es el título del ensayo gráfico sobre la figura de Walter Benjamin por el que Pajak obtuvo el Premio Médicis en 2014.

Aunque parezca completamente fuera de lugar, creo que el segundo capítulo, “Elogio del malentendido”, ofrece una idea clave para comprender las afinidades varias que Pajak explora para orientarse o conectar con la esencia de Benjamin. En 1990 Tusquets editores publicó unos textos sobre Estética de Samuel Beckett agrupados bajo el título Manchas en el silencio. Uno de esos textos es el espléndido “El mundo y el pantalón”. En él, además de intentar explicar confusamente por qué le gusta la pintura de los hermanos van Velde, Beckett desautoriza el discurso oficial de crítica y museos, y convierte al espectador en el centro de la problemática artística. He leído mucho sobre Estética…

Ver o post original 1.080 mais palavras

O BRASIL ESTÁ SENDO ENGOLIDO PELA CORRUPÇÃO — E POR UMA PERIGOSA SUBVERSÃO DA DEMOCRACIA

Ainda é possível encontrar um bom jornalismo. Sugiro a leitura  artigo abaixo do Glenn Greenwald.

“ACREDITAR QUE AS FIGURAS políticas agindo para o impeachment de Dilma estão sendo motivadas por uma autêntica cruzada anti-corrupção requer extrema ingenuidade ou ignorância”.

https://theintercept.com/2016/03/18/o-brasil-esta-sendo-engolido-pela-corrupcao-da-classe-dominante-e-por-uma-perigosa-subversao-da-democracia/

 

Zygmunt Bauman: “As redes sociais são uma armadilha”

“O que está acontecendo agora, o que podemos chamar de crise da democracia, é o colapso da confiança. A crença de que os líderes não só são corruptos ou estúpidos, mas também incapazes.”

Foto: Samuel Sánchez.

Há pouco mais de um mês, Zygmunt Bauman completou 90 anos. Seu fôlego, claro, não acabou, já que foi de sua extrema prolixidade que lançou Estado de Crise, seu mais novo ensaio. As informações são do El País.

Bauman enfrentou os nazistas ao lado do Exército Vermelho, teve artigos censurados na Universidade de Varsóvia, por conta do antissemitismo que mais tarde o obrigou a sair da Polônia, novamente.

Ver o post original 1.327 mais palavras