Zygmunt Bauman: “As redes sociais são uma armadilha”


“O que está acontecendo agora, o que podemos chamar de crise da democracia, é o colapso da confiança. A crença de que os líderes não só são corruptos ou estúpidos, mas também incapazes.”

Foto: Samuel Sánchez.

Há pouco mais de um mês, Zygmunt Bauman completou 90 anos. Seu fôlego, claro, não acabou, já que foi de sua extrema prolixidade que lançou Estado de Crise, seu mais novo ensaio. As informações são do El País.

Bauman enfrentou os nazistas ao lado do Exército Vermelho, teve artigos censurados na Universidade de Varsóvia, por conta do antissemitismo que mais tarde o obrigou a sair da Polônia, novamente.

Ver o post original 1.327 mais palavras

Anúncios

Sobre jorgesapia

Abduzido pela folia foi tentar entender esse fenômeno no bacharelado de Ciências Sociais da UFF e no Mestrado em Sociologia do IUPERJ. Com sua identidade secreta dá aulas de sociologia, cultura brasileira e Teoria Social do Carnaval em diversas instituições. Entre um semestre e outro, despede-se de seus alunos com um Meu Bem, Volto Já, saudação que acabou dando nome ao bloco que fundou no Leme. Durante o reinado de Momo compõe sambas para diversos blocos da cidade de São Sebastião do Rio de Janeiro.
Nota | Esse post foi publicado em Frases e Muros urbanos, Globalização e Neoliberalismo, Jornalismo e novas mídias.. Bookmark o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s