Preservação da tradição oral.

Disponibilizo artigo da Revista Raiz sobre o site Histórias da Tradição.

raiz.art.br/2017/12/08/o-projeto-historias-da-tradicao-a-tradicao-oral-documentada-e-registrada/

Publicado em Textos | Deixe um comentário

Fernando Pessoa.

Toda a obra poética de Fernando Pessoa para download

Publicado em Textos | 5 Comentários

A brilhante estratégia de Glenn Greenwald.

https://www.ocafezinho.com/2019/06/11/a-brilhante-estrategia-de-glenn-greenwald/

Publicado em Textos | Deixe um comentário

Milongas barriales en la ciudad de Buenos Aires: sentidos de lugar, sociabilidad y tradiciones. By Hernán Morel

https://journals.openedition.org/etnografica/pdf/4648

Publicado em Cultura, Música, Textos | Deixe um comentário

Buenos Aires, la ciudad abrumada. Por Martin Caparros

https://elpais.com/elpais/2019/05/20/eps/1558347281_926037.html

Publicado em Textos | 2 Comentários

Lugar de fala virou ferramenta de exclusão.

Luis Felipe Miguel: “Lugar de fala virou uma ferramenta de exclusão”

Publicado em Textos | Deixe um comentário

Mapa Musical do Rio de Janeiro

O RETRATO DA MÚSICA DO RIO

http://www.mapamusicalrj.com.br/index.php

O Mapa Musical RJ é um aplicativo de mapeamento colaborativo da cadeia produtiva da música do estado do Rio de Janeiro. O objetivo do projeto é dar ferramentas para a produção cultural da região a fim de estimular a circulação e intercâmbio de informações de artistas e fomentar novos negócios em diversas cidades.

Compartilhe conhecimento.

Viva de música!

Trapiche Gamboa.

Trapiche Gamboa

O Mapa

O MMRJ atende aos músicos profissionais e também aos amadores, uma vez que oferece informações sobre estúdios, lojas de instrumentos e cursos de música por geolocalização. Além das empresas e profissionais mapeados, o usuário do MMRJ pode indicar novos agentes da cadeia produtiva, o que contribui para que o músico trabalhe por conta própria, uma realidade do mercado musical neste novo século.

http://www.mapamusicalrj.com.br/index.php/#sobre

Samba de Botafogo

Onde tocar no Rio de Janeiro?“. Essa pergunta aparentemente simples, feita em 2012, foi parte do embrião da plataforma Mapa Musical RJ, que agora é lançada no site www.mapamusicalrj.com.br e também está disponível para download gratuito do aplicativo na AppStore e no Google Play.

Mapa Musical RJ (MMRJ) é um aplicativo de mapeamento colaborativo da cadeia produtiva da música do estado do Rio de Janeiro. O objetivo do projeto é dar visibilidade para a produção cultural da região, estimular a circulação e intercâmbio de informações de artistas brasileiros e estrangeiros e fomentar novos negócios em diversas cidades.

Realizado pela Ponte Plural (www.ponteplural.com.br) e pelo LabCult (Laboratório de Pesquisa em Cultura e Tecnologias da Comunicação da Universidade Federal Fluminense), o Mapa Musical RJ conta com o patrocínio da Claro, Secretaria Estadual de Cultura, Ministério da Cultura, CNPQ e Faperj, bem como o apoio do Instituto Embratel Claro e da FIRJAN.

O MMRJ inclui informações sobre Cursos de Música, Lojas de Instrumentos Musicais, Estúdios de Ensaio e de Gravação, Festivais de Música, Casas de Show, Festas Populares, Coletivos Culturais, Secretarias Municipais de Cultura, Empresas de Sonorização, entre outros agentes culturais locais existentes.

A pesquisa teve início em 2011, quando a equipe da Ponte Plural realizou uma circulação pelo interior do Estado do Rio de Janeiro e mapeou mais de 200 agentes culturais em 60 cidades. No ano seguinte, a iniciativa cultural lançou a listagem “Onde tocar no Rio de Janeiro?“, um primeiro mapeamento de casas de shows e espaços culturais do município do Rio que recebiam apresentações musicais.

A partir daí, a pesquisa teve seu âmbito ampliado e voltou seu olhar novamente para o estado do Rio. Assim, em 2014, a Ponte Plural firmou uma parceria com o LabCult, sob a coordenação da Profa. Dra. Simone Pereira de Sá, que já vinha desenvolvendo outros projetos de cartografia sonora e musical, e uniram forças para o desenvolvimento da pesquisa ‘Cartografias Musicais’, que obteve o patrocínio do Ministério da Cultura e do CNPQ.  Esse projeto fez um novo mapeamento pelo estado e passou a incluir, além das casas de shows e espaços culturais, os festivais, coletivos, secretarias de cultura, estúdios, entre outros agentes culturais locais.

Em 2015, o projeto ganha o patrocínio da Claro e o apoio do Instituto Embratel Claro. Todos os dados obtidos na pesquisa do ‘Cartografias Musicais’ passam a fazer parte de uma nova iniciativa: o Mapa Musical RJ, que agora ganha site e também versão em aplicativo. Hoje, o projeto conta com mais de 700 itens culturais mapeados, incluindo serviço de geolocalização. Até dezembro de 2015, estima-se chegar em 1.000 itens.

O MMRJ atende aos músicos profissionais e também aos amadores, uma vez que oferece informações sobre estúdios, lojas de instrumentos e cursos de música por geolocalização. Além das empresas e profissionais mapeados, o usuário do MMRJ pode indicar novos agentes da cadeia produtiva, o que contribui para que o músico trabalhe por conta própria, uma realidade do mercado musical neste novo século.

“A proposta é que músicos e produtores utilizem os contatos e informações disponíveis no aplicativo para, por exemplo, agendar shows, trocar informações, obter orçamentos e conhecer as políticas públicas locais. Além disso, qualquer interessado pode se tornar um colaborador e indicar novos espaços da sua cidade”, conta Luiza Bittencourt, da Ponte Plural, iniciativa cultural que idealizou e desenvolveu o projeto.

“O aplicativo tem por objetivo ser um mediador que coloque em diálogo os novos atores da cadeia da música, num momento em que o modelo de negócios deste setor busca novos caminhos. Assim, apostamos que ele possa contribuir para a inclusão social e para a descentralização dos negócios musicais, ainda muito concentrados nas grandes cidades”, afirma Simone Pereira de Sá. “Além disto, a parceria com a Ponte Plural é motivo de orgulho para nós do LabCult e do Curso de Mídia da UFF, por estabelecer literalmente uma ponte entre a Universidade e um dos coletivos mais atuantes da esfera fluminense.”

Ainda no segundo semestre de 2015, a Ponte Plural, em parceria com o LabCult, lança dois novos projetos que dialogam e se conectam com o Mapa Musical RJ: o “Nós de Rede”, a primeira incubadora de redes culturais do Brasil; e a “Estação de Empreendedorismo Cultural”, uma incubadora de negócios criativos na área musical.

Realizadores – Mapa Musical RJ:

Ponte Plural (www.ponteplural.com.br)

LabCult (http://www.labcult.uff.br)

Laboratório de Pesquisa em Cultura e Tecnologias da Comunicação, vinculado ao Programa de Pós- Graduação em Comunicação e ao Curso de Estudos de Mídia da Universidade Federal Fluminense, que desenvolve pesquisas com coordenação da Profa. Dra. Simone Pereira de Sá sobre som, música, entretenimento e tecnologias da comunicação.

 

Publicado em Historia, Música, Memória | 2 Comentários