Arquivo da categoria: Crônicas

Samba do Peixe #ocupaarua.

  Domingo fui me encontrar no #sambadopeixerj. Roda de samba que acontece uma vez por mês na tradicional rua do Ouvidor, no trecho entre as ruas Primeiro de Março e a rua dos Mercadores, entre a Toca do Baiacú e … Continuar lendo

Publicado em Cidade, Crônicas, Democracia, Letras e sambas, Música, Memória | Deixe um comentário

Nelsinho Rodrigues

Meu querido parceiro Ernesto Pires me lembrou, ontem, do aniversário do Nelsinho Rodrigues. Nelsinho, filho do Nelson, está aí, lutando para superar um AVC que apareceu do nada dois anos atrás. Mais uma luta do Nelsinho, amigo e parceiro num … Continuar lendo

Publicado em Blocos de rua, Carnaval, Crônicas, Documentarios, Música, Textos | 3 Comentários

A Blattaria da vizinha

A Blattaria da vizinha Jorgito Sapia Não sei a propósito de que, lembrei de uma ida ao Bip-Bip, numa noite quente de um verão que tinha entre as top 10 do rádio a música “A barata da Vizinha”. Saibam perdoar … Continuar lendo

Publicado em Crônicas | Deixe um comentário

Passeatas, botecos e abduções.

  Domingo, dia da passeata da CBF me refugiei com o amigo Carlinhos no Panamá, um pé sujo, muito limpo, localizado no baixo Copacabana, isto é, em frente à tradicional pizzaria Caravelle. Como sabem os nativos, a pizzaria fica em … Continuar lendo

Publicado em Crônicas | Deixe um comentário

Samba do Peixe, tubarões e outros bichos.

  Sai de casa, domingo à tarde, para visitar o Samba do Peixe, projeto musical de Ernesto Pires, Eduardo Gallotti, Tiago Prata, Guilherme Pecly e outros bambas. De quebra, o projeto é apresentado graficamente por Aliedo Kammar.  O samba acontece … Continuar lendo

Publicado em Cidade, Crônicas | 2 Comentários

Vozes do além

Entrava na cozinha quando ouvi – vindo do além ou da TV que deveria estar ligada em algum cômodo da casa – Chupa essa manga! No mesmo instante vi, na fruteira, uma Palmer e uma Carlotinha. Fiquei indeciso alguns segundos … Continuar lendo

Publicado em Crônicas | Deixe um comentário

A Esquerda da Praça e a Igreja do Diabo.

  Passei na Praça São Salvador – pulmão libertário do bairro carioca das Laranjeiras –  à procura de um pouco de oxigênio, elemento em falta no atual mercado mundial. O povo da Praça se convocou para dar uma força ao … Continuar lendo

Publicado em Cidade, Crônicas | Deixe um comentário